• Nosso Problema Com Cascudo

    A ideia de derrubar estátuas parece que chegou a Natal e a imagem de Cascudo no memorial que leva seu nome, na Cidade Alta, apareceu como candidata a degola. Mas […]

    Leia mais
  • Zeitgeist

      Sento em um presente que não me atravessa   desse silêncio que me sopra às costas escuto os cemitérios do futuro   depois de toda essa jornada, barqueiro, chegar […]

    Leia mais
  • deus palhaço

    deus é artesão trabalha com barro   sim eu sei ele morreu nós o matamos   mas sua sombra coloniza qualquer mundo que a gente tente construir   deus é […]

    Leia mais
  • As hienas de Seu Jair (papo de quinta)

    Existem duas hipóteses, que não são excludentes, para explicar o caos permanente em que o presidente  brasileiro e sua família mantém o governo e o país.     Depois de postar […]

    Leia mais
  • De Novo: O Chile (Papo de Domingo)

    Quando a barra pesou mesmo aqui pelo Brasil, depois do AI-5, era o Chile que parecia trazer esperança de que o cerco de chumbo na América Latina poderia ser enfrentado. […]

    Leia mais
  • Pablo Capistrano
  • 23 de abril de 2015, as 5h05

“Aqui, hoje, em nosso país, estamos sujeitos a um governo que só permite uma supervisão limitada e que se recusa a prestar contas quando crimes são cometidos. Quando jovens marginalizados cometem pequenas infrações nós, como sociedade, olhamos para o outro lado enquanto eles sofrem consequências atrozes no maior sistema prisional do mundo, mas quando os provedores de telecomunicações mais ricos e poderosos do país cometem, conscientemente, dezenas de milhões de crimes, o Congresso aprova a primeira lei de nossa nação que proporciona a seus amigos da elite uma imunidade retroativa total – cível e penal – para crimes que teriam merecido as mais longas sentenças de prisão da história.”

O fragmento acima diz respeito especificamente a que país do continente Americano?

Adivinha!

(a)    Cuba

(b)    Venezuela

(c)    Brasil

(d)   EUA

Fonte do fragmento: Edward Snowden;  citado por GREENWALD, Glenn. Sem Lugar Para Se Esconder: Edward Snowden, a NSA e a espionagem do governo Americano. Tradução de Fernanda Abreu. Rio de Janeiro: Primeira Pessoa, 2014. Pg. 41.

 

 

liberte e securite

 


Deixe seu comentário

2007 ® Pablo Capistrano

dz3